A integração de veículos elétricos com sistemas de energia pode beneficiar ambos

Equilibrar a demanda e o fornecimento de energia se tornará um desafio cada vez maior para garantir a integração harmônica da geração de energia com base em fontes renováveis ​​variáveis ​​e a eletrificação de diversos setores de uso final.

A adoção de veículos elétricos no Cenário de Desenvolvimento Sustentável, em que os veículos elétricos respondem por cerca de 4% da demanda global anual de eletricidade até 2030 (ante 0,3% hoje), traz implicações e oportunidades para os sistemas de energia.

Na próxima década, o gerenciamento dos padrões de carregamento de veículos elétricos será fundamental para incentivar a recarga em períodos de baixa demanda de energia ou alta geração de energia vinda de fontes de energias renováveis.

Várias opções prontas com vários graus de complexidade podem ser aproveitadas para reduzir a recarga do veículo elétrico na demanda de pico do sistema, diluindo a necessidade de atualizações para ativos de geração, transmissão e distribuição.

O que é “vehicle-to-grid” (V2G)?

O V2G, sigla em inglês para “vehicle-to-grid”, significa “veículo para rede” e é uma tecnologia que permite que a energia seja enviada de volta para a rede elétrica a partir da bateria de um veículo elétrico. Com a tecnologia de veículo para rede, uma bateria pode ser carregada e descarregada com base em diferentes sinais, como produção ou consumo de energia nas proximidades.

A ideia por trás do “veículo para a rede” é parecida ao carregamento inteligente regular. O carregamento inteligente, permite controlar o carregamento de veículos elétricos de uma forma que permite que a potência seja aumentada e diminuída quando necessário.

O veículo para a rede vai um passo adiante e permite que a energia carregada também seja momentaneamente empurrada de volta para a rede das baterias do carro para equilibrar as variações na produção e no consumo de energia.

O potencial do V2G depende da disponibilidade de veículos ou frotas de veículos para participar de tais serviços em horários adequados, aceitação do consumidor e capacidade dos participantes de gerar receitas, bem como outras restrições técnicas relacionadas às taxas de descarga da bateria ou impactos na vida útil da bateria. Com tudo contabilizado, cerca de 5% da capacidade total da bateria dos veículos elétricos poderia ser disponibilizada para aplicações do veículo à rede durante os horários de pico.

Soluções simples para o futuro das recargas

Como resultado, soluções simples podem ser implementadas por meio de formas relativamente diretas de apoio político para aliviar amplamente a cobrança em horários de pico, como a promoção de cobrança no local de trabalho ou o uso de tarifas fora de pico.

No entanto, para desbloquear todo o potencial de flexibilidade dos veículos elétricos por meio de carregamento dinâmico controlado, e de serviços de “veículo para a rede” (V2G), é necessária a adaptação das estruturas de mercado. Sempre estando em sinergia com a geração renovável e reduzindo as necessidades de capacidade de geração de energia.

É por esse motivo que a Infra Solar está com soluções simples para recarga de veículos elétricos e olhando para a preparação da infraestrutura das nossas cidades para serem cada vez mais inteligentes.

 

Referências

  • IEA, Contribution of electric vehicles to hourly peak demand by country and region in the evening and night charging cases in the Sustainable Development Scenario, 2030, IEA, Paris. Disponível no link. Acesso em 10 de setembro de 2020.
  • EV CHARGING TECHNOLOGY. Vehicle-to-Grid: Everything you need to know. Disponível no link. Acesso em 10 de setembro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *